O homem no centro da moda

Blog de Moda MasculinaEstiloGrooming

Nós da Tenderetemos o prazer de compartilhar o nosso conhecimento com o Moda sem Censura, do querido Alex Cursino. Começamos falando sobre tendências de consumo, afinal, você, homem, é o novo alvo favorito da indústria da moda. Sabe por quê?
Homens são as novas mulheres, ao menos para o universo de consumo da moda. Se você sempre gostou de moda e abasteceu o guarda-roupa com as últimas tendências, ok. Mas se você sentiu que isso se tornou uma constante cada vez maior na sua vida nos últimos três anos, bem-vindo à entrada definitiva do universo masculino na moda.

As cores foram responsáveis por um maior interesse do homem por modismos. Atribuídas, segundo Imran Amed, editor do Business of Fashion – matéria aqui – ao desfile verão 2011 de Raf Simons na feira de moda masculina mais importante do mundo, a Pitti Uomo de Florença. Em 2012, o mercado internacional de luxo de moda masculina crescia 14% ao ano, o dobro do mercado feminino (dados da empresa de consultoria Brain & Co.)

A internet e, principalmente, blogs de streetstyle, trouxeram homens estilosos ao assunto do dia. Editores e jornalistas que visitam a Pitti são os grandes ícones, dândis, com alfaiataria impecável e um toque de estilo pessoal. As barbas cheias, que saíram do limbo do desleixo para se tornarem cool e indispensáveis para muitos homens que gostam de moda, foram propagadas principalmente por esses homens. A web também ajuda a revelar homens que mal imaginávamos que conhecíamos (como este africano que se veste de maneira retrô, ou este que usa elementos étnicos do Marrocos em produções extravagantes e contemporâneas). Ou então blogueiros-estrelas como Bryan Boy, ou garotos morenos de regata e bermuda florida fotografados em pleno Rio de Janeiro. Todos queremos saber como o homem se veste.

Se o homem do hemisfério norte (o americano e o europeu) está aos poucos se familiarizando com uma moda mais rápida e com mais opções diferentes, o brasileiro também assume a cada ano, cada vez mais, seu lado efêmero e, em 2015 – quem viu nosso último Seminário de Tendências sabe que levantamos essa bandeira! – , será sem dúvida um protagonista do consumo de moda.

Até na classe C e DE o homem está mais vaidoso do que nunca – o funk ostentação não fala apenas de carros e mulheres, mas também roupas e acessórios de grife. E o que dizer de cantores sertanejos vaidosíssimos com marcas e cabelo impecável, como o ídolo Luan Santana?

As vendas online tiram dos homens a tarefa ingrata que muitos detestam fazer: compras. Aquelas tradicionais. Ir à loja, falar o que quer/precisa para a vendedora, experimentar, escolher entre diversas opções. Olhar na tela do computador uma cartela de produtos torna o processo muito mais rápido. É fácil ser estiloso hoje em dia, não?

Patricia Sant’Anna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.