O famoso tie-dye do anos 60 e 70 para o Verão 2013/2014

Blog de Moda MasculinaEstilo
Vamos falar do tie-dye, aquela técnica de tingimento que resulta em manchas irregulares, muito usada pelo movimento hippie nos anos 60 e 70 em suas roupas e decorações. 

Essa técnica reapareceu no Verão 2014 da TNG, atualizada e em outras peças como blazer, calças e também nas camisetas como foi febre antigamente, mas sem muita cor, mais apagado que na época do “paz e amor”
Como falamos em nossa matéria “Da passarela para o seu guarda-roupas” – clique aqui e leia, o que é apresentado nas passarelas precisa ser reformulado ao ser trazido para o dia-a-dia e para seu estilo. Então você pode pegar muito bem essa tendência e emparelhar em outras peças fazendo você mesmo a técnica, que não é difícil de ser executada. Mas se você encontra dificuldades para fazer devida técnica, não se preocupe pois outras marcas já apresentam as manchas estilosas em peças de suas coleções de verão 2014. 
Sobre as combinações, ficam melhores com outras peças mais básicas para não haver conflito de tendência, cores e estampas. Ao optar por manchas mais coloridas, combine com outras peças que não tenham jogos de cores e nem contrastem tanto com a peça que possui a tendência. Muita informação em um visual só acaba estragando toda a produção e também você pois a roupa chamará mais atenção que a pessoa que a usa. 
Se você tiver dificuldades em saber por onde começar, escolha iniciar usando uma camiseta com um jogo não tão contrastante como as opções que acabamos de postar, e conclua o visual com o que você tem de mais básico ou, então, use o tie-dye em pequenas proporções, não dominando a peça por inteiro. 
Como as manchas são irregulares, não haverá muito risco de você encontrar alguém com a mesma combinação que a sua mas, mesmo assim, use acessórios fazendo combinações diferentes a cada uso. Isso te diferenciará dos demais, já que a tendência pede combinações básicas.
Para esclarecer qualquer dúvida ou para sugerir algo, fale conosco via TwitterFacebook ou no e-mail alexcursino@modasemcensura.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.